Beleza

Dúvidas sobre Ondulação e Alisamento

Ondulação

A ondulação atingiu o seu auge na década de 80. Na altura usavam-se cabelos com muito volume e encaracolados. Hoje em dia tanto pode optar por um aspeto mais natural como frisado. É tudo uma questão de gosto pessoal!

A principal função é dar mais volume e textura ao cabelo, criando caracóis mais ou menos acentuados.

Ideal para cabelos finos e sem movimento, esta técnica proporciona um efeito ondulado e com volume.

 

Quanto tempo dura?

A durabilidade varia entre os 4 e os 6 meses. As raízes vão crescendo na sua forma natural, embora o comprimento e pontas tenham a probabilidade de continuar com alguma forma da ondulação.

O único modo de voltar a ter o cabelo natural é não fazer mais ondulação e ir cortando as pontas. Se, por outro lado, quer manter a ondulação, deve repetir o processo de 6 em 6 meses. 

 

Cuidados a ter 

Os cabelos ondulados, por norma, são sempre mais secos do que os lisos. Isto deve-se ao facto de a gordura natural da raiz não conseguir “deslizar” pelo fio com a mesma facilidade com que o faz num cabelo liso.

Para repor esta gordura natural é importante introduzir uma máscara nutritiva e um sérum na sua rotina.

Um erro comum nas pessoas com cabelos ondulados é escovar o cabelo com ele seco. 

Ao escovar com o cabelo seco potencializa a sua fragilidade, podendo mesmo acabar por parti-lo. Opte por escovar o cabelo no tempo de pose do condicionador ou da máscara e volte a pentear na lavagem seguinte. Se mesmo assim  sentir o cabelo seco, opte por um spray ativador de caracóis nos dias em que não o lava e aconchegue-o com os dedos para os caracóis ficarem mais definidos.

Corte 

Para um resultado ainda mais eficaz deve ter em atenção o corte mais adequado para si.

Por norma, os cabelos mais escalados evidenciam mais a ondulação, criando mais movimento. Se optar por um corte mais reto/inteiro, o objetivo de criar ondas leves e soltas não será conseguido.

Consulte o seu cabeleireiro para uma melhor avaliação do seu rosto, tipo de corte e ondulação. 

 

Alisamento

Cabelo liso, leve e sem volume é a promessa do alisamento à base de queratina. 

Pode ser executado em vários tipo de cabelo e com várias finalidades: alisar ondas largas, cabelos rebeldes ou até mesmo caracóis definidos.

Existem inúmeros produtos e marcas ao seu dispor. São usados químicos que relaxam a fibra capilar tornando o cabelo liso. Antes de decidir alisar o cabelo de forma permanente é importante consultar o seu cabeleireiro para realizar um correto diagnóstico.

 

Quanto tempo dura?

Pode variar entre os 3 e os 6 meses: tudo depende dos cuidados de manutenção, do número de lavagens e do tipo de cabelo.

Se o alisamento não durar o mínimo de tempo esperado, pode ser um indício de que se encontra muito poroso e danificado: os fios não conseguem reter nutrientes, hidratações e, consequentemente, químicos.

Cuidados a ter

Se, por um lado, o alisamento deve sair perfeito do salão, é igualmente importante ter os cuidados devidos em casa. 

Uma errada manutenção faz com que o alisamento não dure o tempo devido e, no pior cenário, transforma um cabelo bonito e saudável num cabelo baço e quebradiço!

Deve optar um champô sem sal e máscaras de nutrição à base de queratina. Se utilizar pranchas opte por uma temperatura baixa.

 

O secador é o melhor amigo

Por muito que deseje não precisar mais do secador, é necessário saber que o pós-alisamento exige a sua utilização, uma vez que o alisamento é termoativado. 

Se não recorrer ao secador, é muito provável que o efeito liso japonês não seja conseguido.

 

Ana Pereira
Facebook e Instagram: @anapereira.hairandmakeup

 

 

Deixe um comentário