Beleza

O desporto no pós-parto: voltar à forma física e mental

Algum tempo após o parto, é normal que se olhe ao espelho e pergunte se algum dia vai voltar à boa forma que tinha antes da gravidez. Sim, é perfeitamente possível voltar ao que era, mas… dá trabalho. Hoje em dia vivemos rodeados de fotografias perfeitas que inundam as redes sociais e que nos mostram mulheres que, umas semanas depois do parto, já se encontram numa forma invejável e com energia para dar e vender. Confie em nós: essas mulheres são uma minoria. É normal ainda estar acima do seu peso e a barriga ainda não ter voltado ao sítio. Lembre-se que o corpo esteve quarenta semanas em mudança para melhor aconchegar o seu bebé: é normal que demore pelo menos outras quarenta a adaptar-se!

Seja responsável!

Não embarque em dietas milagrosas nem se comprometa com exercício físico antes de saber se o seu corpo está devidamente preparado. Aconselhe-se com o seu médico, faça a consulta de revisão pós-parto e procure as soluções que melhor se adaptam a si, sobretudo tendo em conta o tipo de parto, normal ou cesariana. Não faça exercício sem consultar o seu médico!

Corpo e mente

Se antigamente era comum pensar-se que o exercício físico se prendia apenas com o culto do corpo, hoje em dia a literatura já nos mostra que os benefícios do desporto vão muito além dos benefícios estéticos. Para além da saúde em termos físicos – melhor postura, respiração, maior agilidade… – o exercício tem um impacto muito grande na nossa saúde mental. De acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS) e com base em dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão pós-parto afeta 1 em cada 6 mulheres que deram à luz. Uma das sugestões da DGS é sair à rua sempre que puder: “em ambientes seguros, levar o bebé a passear é bom para ambos”.

 

Se acha que pode estar a sofrer de depressão pós-parto…

— Fale abertamente com as pessoas mais próximas, peça-lhes apoio e ajuda. Não tenha vergonha de falar sobre o que sente e não se esqueça de tentar descansar!

— Procure manter as relações com familiares e amigos. Sabemos que nos primeiros tempos pode ser complicado, mas tente implementar novas rotinas que também incluam o bebé.

— Não se feche em casa: saia à rua sempre que puder!

— Fale com outras mães: há uma maior capacidade de empatia e a partilha de experiências pode ser um autêntico bálsamo.

— Fale com o seu médico! Ele é a pessoa mais adequada para saber o que será mais indicado na sua situação. 

— Se surgirem pensamentos que a possam magoar a si ou ao bebé, contacte imediatamente um profissional de saúde ou o 112.

Caminhada e hidroginástica

A caminhada e a hidroginástica surgem como bons aliados na recuperação da forma física. Coloque o seu bebé no carrinho e passeiem os dois! A atividade física deve ser moderada no início, sobretudo se ainda amamentar, dado que uma rotina mais intensa pode interferir na produção de leite. A hidroginástica também é dos primeiros exercícios a serem autorizados pelos médicos esta fase. Procure as melhores opções na sua zona geográfica, há muitos sítios que já apresentam hidroginástica especializada no pós-
-parto. Benefícios: reforço da musculatura lombar e peitoral, bem como a abdominal e perineal. A água ajuda-a a relaxar.

Pilates

É um dos desportos mais aconselhados no pós-parto, já que tonifica os músculos, melhora a postura do corpo e previne problemas nas costas, geralmente relacionados com a zona lombar. Se durante a gravidez aconchegou o seu bebé na barriga, lembre-se que agora – e durante anos – irá pegar nele ao colo. O pilates ajuda-a a evitar as más posturas! Os profissionais de pilates também a vão ensinar a respirar de forma controlada e a relaxar. Sobretudo nestes primeiros tempos de algum nervosismo e ansiedade, estas técnicas podem fazer milagres! Benefícios: melhora a postura, a musculatura abdominal e pélvica, bem como a respiração. Pode ajudar a diminuir a diástase abdominal.

Deixe um comentário