Poupanças

Lições Financeiras a aprender com esta crise

Estamos a atravessar uma crise que é também ela financeira e económica. É importante tirarmos algumas conclusões e aprender mais sobre a gestão do dinheiro, a poupança, qual o impacto que as nossas decisões financeiras podem ter na nossa vida presente e futura, etc..

Cada vez mais é fundamental falar de dinheiro, porque é mesmo por isso que continuamos com baixos níveis de poupança. Muitas famílias estão a ver-se obrigadas a repensar o que fazer com toda esta situação atípica do nosso País e do Mundo, com esta pandemia. 

Para isso, aqui ficam algumas dicas:

1. Pense em criar um negócio online: para quem tem uma ideia na gaveta, esta é a altura de a pôr em prática. Até pode servir como uma renda extra no início e depois ser um verdadeiro negócio a tempo inteiro. Estruture bem o negócio com a criação de um Plano de Negócios e ponha em prática algo que goste verdadeiramente de fazer! Pode começar pelas redes sociais.

2. Invista em formação: existem muitas formações online (em e-learn.pt, ou evolui.com, por exemplo) que podemos fazer até gratuitamente no Linkedin. Devemos estar sempre muito bem informados, principalmente se queremos criar o nosso negócio, ou até mesmo fazê-lo crescer.

3. Se tem dinheiro num Depósito a Prazo é uma boa altura para – e dado a rentabilidade ser praticamente nula – liquidar parcialmente um empréstimo que tenha a decorrer de Crédito Pessoal, por exemplo. A comissão normalmente é de 0,5% se faltar mais do que um ano e 0,25% se faltar menos do que um ano. 

4. Devemos estar prevenidos para eventualidades que possam surgir, em que seja necessário gastar mais do que o previsto. Cada vez mais faz todo o sentido ter um Fundo de Emergência. Um Fundo de Emergência é uma salvaguarda financeira: no caso dos clientes particulares, o desejável é ter o correspondente a seis salários líquidos.

5. Analise todos os seguros (Casa, Automóvel, Saúde, Vida, etc.) para verificar se não está a pagar mais por coberturas que não utiliza. Esta análise pode e deve ser feita de forma rápida e fácil através da internet.

6. Também é uma excelente altura para explicar um pouco de educação financeira às crianças, para que cada vez mais percebam o quão importante é poupar. Devemos mostrar às crianças o quão importante é o dinheiro, para que serve, como devemos e podemos gerir o nosso dinheiro… e mostrar-lhes que o dinheiro não cai das árvores! 

No caso de já terem idade para tal, dar uma pequena semanada ou mesada – um valor bem simbólico é mais do que suficiente – e explicar que não pode gastar todo, porque de outra forma não vai crescer.

7. Se tem Crédito Habitação com um spread superior a 1,5%, está na altura de fazer uma revisão, mas tenha em atenção à despesa que possa ser cobrada pelo pedido. Se está a pensar comprar casa, não se precipite, analise primeiro o mercado e junte pelo menos 10% do valor que vai pedir para dar de entrada e para as despesas associadas ao Crédito Habitação, como escritura, registos, etc. É um negócio que deve ser feito com pés e cabeça, porque é algo que pode ficar para a vida toda e deve ser bem pensado, analisado e estruturado.

8. Não gaste mais do que o que tem disponível para gastar. O ideal será do nosso ordenado canalizar no mínimo 10% para uma poupança e criar esse hábito.

Este hábito deve permanecer no tempo e não se perder, mesmo que seja necessária alguma mudança de planos por causa de uma eventualidade. 

Depois de começar, deve continuar, mesmo que tenha que parar a meio por algum motivo. Crie objetivos para si e, claro, em primeiro lugar invista em si e depois no resto.

Acompanhe todas as novidades em:

Instagram: http://www.instagram.com/carina.meireles.consultora/
Facebook: https://www.facebook.com/carinameirelesconsultorafinanceira/
Linkedin: https://www.linkedin.com/company/cm-consultoria-financeira

 

 

Deixar comentário